NUDI UFSM

Blog do Núcleo de Direito Informacional da Universidade Federal de Santa Maria.

De volta da vida real…

Quando se fala em ciberespaço, parece inevitável a comparação com aquilo que se denomina “vida real”.

Comparação positiva: o virtual como o espelho mágico da vida. A Internet como ferramenta potencializadora de nossa capacidade de aprender, de conviver, de conectar. Podemos ter amigos em todas as partes do globo. Fluxos de informação contínua. O conhecimento a nosso alcance. Viva a inteligência coletiva.

Comparação negativa: o virtual como meio alienador. A Internet como distração que nos impede de pensar sobre nossa própria existência. Não mais criamos vínculos. Adicionamos contatos. Fluxos de informação contínua. Não questionamos mais. Um singelo click e lá está, pré-preparada, a nossa imagem de mundo.

Os autores normalmente tomam um ou outro posicionamento. Alguns são mais suaves, outros mais ferrenhos.

Esses últimos dias [de ausência aqui no blog, bem sei.] deram contornos mais precisos à minha convicção sobre o assunto.

Sim, é verdade que a Internet é uma fonte inesgotável no tocante a informações. Como ferramenta que é, basta que se tenha em mente o que se quer saber e como chegar a essa informação. É um bom meio de aprendizagem, observado, porém, que seu uso saudável está atrelado a um conhecimento adquirido em instâncias não ciberespaciais. Posso escrever um artigo científico utilizando como base uma simples busca no Google, mas o consigo por conta de minhas experiências de produção na universidade, redação no colégio, leitura em casa. Posso contemplar criticamente uma notícia do Portal Terra sobre a epidemia de E. coli na Alemanha, mas esse olhar foi treinado e afiado nas várias discussões que participei em casa e fora dela. Com isso quero dizer que meu comportamento para com o virtual depende do não virtual em minha vida.

Mais do que isso.

(E esse é o ponto.)

A vida dita real ultrapassa, e com larga vantagem, o virtual no aspecto não cognitivo. A vida sem a mediação de um computador é emocionalmente mais rica. Envolve outras esferas além de simplesmente ver e ouvir, mandar e receber. Abrange o toque, o “olho no olho”, o riso intranscritível, a lágrima incontida, o contexto de estar realmente aqui, a vertigem inesperada de existir. Todos sabemos que não fazemos amizades por meio de cliques de aprovação ou caracteres breves. Tampouco ferimos alguém com bloqueio em programas de conversação. A vida é bem mais intensa do que isso. A vida é abraço e tapa na cara. É estar aqui, e não em todos os lugares.

Sim, pode ser que essas semanas me tenham tornado um pouco partidária de Sergio Sinay (Conectados al vacío) ou feito despertar meu lado Clarice Lispector.

O fato é que a Internet pode auxiliar na montagem de um roteiro de viagem. Através dela se podem reservar os voos, as passagens de trem. É possível inclusive selecionar os pontos turísticos a serem vistos. A Wikipedia, entre outros sítios, até fornece imagens para ajudar. No fim das contas, quando se está no auge da viagem, quando se concretiza o que eram meros abstratismos no Excel, percebe-se que os pixels da figura .jpg são pouco mais que nada perto da emoção de estar realmente ali.

De respirar, de tocar, de viver.

Nas Terras Altas da Escócia, querendo viver para sempre.

Nas Terras Altas da Escócia, querendo viver para sempre.

A emoção da vida real é insubstituível, (e quem diria?) surreal.

***

A partir da semana que vem, o blog volta à velha rotina de postagem, nas segundas e sextas-feiras, com possibilidade de posts eventuais em outros dias. Agradecemos aos visitantes por terem sido constantes durante a nossa inconstância [sim! Sabemos que vocês estão aí!].

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: